quinta-feira, 16 de junho de 2011

Fantasia 2000


Título Original: Fantasia 2000
País de Origem: Estados Unidos
Estúdio Responsável: Walt Disney
Criadores: Vários
Ano de lançamento: 1999

Ouço falar de Fantasia desde que me entendo por gente, chegando, até mesmo a acreditar que o “tal” filme se resumia apenas a seu segmento mais famoso, O Aprendiz de Feiticeiro.

Ah, o quanto a gente se engana...

Ainda não tive a oportunidade de assistir ao Fantasia original, este de 1940 – mas parece ainda melhor que sua sequência, que apesar do nome, não foi lançada no ano 2000.

O “filme”[entre aspas mesmo], consiste de 8 segmentos inspirados em canções do repertório clássico/erudito, cada um deles apresentando diferentes narrativas, estilo de desenho e técnicas de animação.

5ª Sinfonia

Ao som de Beethoven, aqui nos é mostrada uma sequência de imagens abstratas – que lembram borboletas geométricas em fuga das adversidades. É como se a música ganhasse cores, literalmente.

Pinheiros de Roma

Com certeza o mais surreal dos segmentos: a animação deveria mostrar pinheiros crescendo nas ruínas de Roma, mas os animadores preferiram mostrar uma família de baleias alçando voo durante o acontecimento de uma aurora boreal. Tecnologia 3D utilizada com maestria. É. Lindo.

Rapsódia em Azul

Ao som de jazz, e com personagens e cenários inspirados no traço do ilustrador Al Hirschfield, somos levados à Nova York dos anos 30, onde diversas histórias de vidas tristes e sonhos não realizados se cruzam. Na minha humilde opinião, nem Toy Story 3 conseguiu me divertir e emocionar em iguais partes.

Concerto de Piano no. 2

Com certeza a sequência mais fraca. Aqui somos apresentados ao clássico conto do Soldadinho de Chumbo, porém o exagero no uso da tecnologia 3D faz os personagens perderem a espontaneidade.

Carnaval dos Animais

Apesar do nome sugerir diversas espécies, aqui temos flamingos dançando sobre um lago – até que surge um que pensa fora da casinha, inserindo seu ioiô na dança. Curto, mas garantirá umas boas risadas.

O Aprendiz de Feiticeiro

O mais famoso segmento do filme original retorna ao novo filme. Aqui, Mickey rouba o chapéu mágico de seu mentor mago, e institui um verdadeiro caos. Pela minha lembrança, esse trecho do filme já foi exibido pela Rede Globo no início dos anos 90 – e pela primeira vez na vida tia Loupee aqui percebeu o quanto era incrível sintonizar imagens com música.

Pompa e Circunstância

Recriando o mito bíblico da Arca de Noé, aqui temos Pato Donald e Margarida como ajudantes do salvador dos animais. Delicado, suave, até mesmo engraçado – notem o grifo, o dragão e o unicórnio rindo dos animais que adentram a arca -, tudo numa animação tão grandiosa quanto o nome sugere.

Suíte do Pássaro de Fogo

Inspirado em um conto russo, aqui vemos o espírito da Primavera se deparando com um pássaro de fogo que reside no interior de um vulcão, numa metáfora sobre vida, morte e ressurreição. Apesar de certos pontos terem o incômodo uso demasiado da animação 3D, o segmento é rico em cores, e até lembra as animações japonesas.





Fico devendo o comentário sobre o Fantasia original – se ainda existir em DVD ou VHS, me mandem o link!

Um comentário:

Bárbara Linhares disse...

Amo Fantasia, foi um das animações da Disney q mais gostei!!!!!

suuhideto.blogspot.com.
"I love cupcakes"